segunda-feira, 19 de julho de 2010

Formulário de Solicitacao Aripiprazol

A Ficha de solicitação de Aripiprazol, disponibilizada em formato para impressão, deve ser preenchida, assinada e carimbada pelo médico responsável pelo tratamento do paciente.


Além da ficha, devem ser anexadas cópias da Certidão de Nascimento, do cartão SUS e do comprovante de residência, assim como outros documentos apontados na ficha.

A partir da Resolução SS-295, de 04 de setembro de 2007 a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo aprovou a Norma Técnica para inclusão do Aripiprazol na relação de medicamentos para tratamento da esquizofrenia, no âmbito do Estado de São Paulo.
Para inclusão no Protocolo de Dispensação do Aripiprazol o paciente deverá obedecer os seguintes critérios:
a. apresentar diagnóstico de Esquizofrenia - critérios da CID 10:
F20.0
Esquizofrenia paranóide
F20.1
Esquizofrenia hebefrênica
F20.2
Esquizofrenia catatônica
F20.3
Esquizofrenia indiferenciada
F20.4
Depressão pós-esquizofrênica
F20.5
Esquizofrenia residual
F20.6
Esquizofrenia simples
F20.8
Outras esquizofrenias
b. ter apresentado falha terapêutica com os neurolépticos tradicionais, padronizados  no programa Dose Certa Saúde Mental - haloperidol, clorpromazina,  levomepromazina.
c. ter apresentado falência terapêutica com o uso dos neurolépticos atípicos contemplados no Programa de Medicamentos Excepcionais do Ministério da Saúde, clozapina, quetiapina, olanzapina, risperidona e ziprazidona.
d. ter apresentado efeitos colaterais decorrentes do uso de neurolépticos típicos ou atípicos; os mais freqüentes, relacionados aos antipsicóticos convencionais, são discinesia tardia, parkinsonismo, distonias agudas e hiperprolactinemia e com relação aos antipsicóticos atípicos, ganho de peso, hiperlipidemias, hiperglicemia.
e. comprovar acompanhamento por psiquiatra.
A solicitação será feita mediante o preenchimento de formulário específico que, acompanhado da receita médica e de relatório médico detalhado descrevendo o quadro clínico e a falha terapêutica ou o efeito colateral limitante (todos estes elaborados por médico psiquiatra) deverão ser entregues na Farmácia de 

Dispensação de Medicamentos Excepcionais da Regional de Saúde de residência do paciente.

O médico autorizador da Farmácia de Medicamentos Excepcionais avaliará a solicitação e após autorização, o paciente será cadastrado e retirará a medicação na própria farmácia onde foi efetuada a solicitação, mediante assinatura de recibo.

Mais informações: rodriguesdefranca@bol.com.br

2 comentários:

  1. sus retirou o medicamento Aristb (aripiprazol) único medicamento que nao engorda. como faço meu filho precisa deste medicamento, é muito caro, pode me ajudar,, meu e-mail dircebarreto@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. meu filho toma este medicamento, está sendo maravilhoso, pois ele conseguiu emagrecer quase 30 quilos, agora nao está mais disponível na farmácia de alto custo, uma lastima, como faço medicamento muito caro

    ResponderExcluir