quarta-feira, 23 de julho de 2014

Redator Jurídico - mais um segmento jurídico.



 
SÃO PAULO – Hoje em dia, são cada vez mais comuns profissões que permitem que a pessoa trabalhe de casa; e o melhor, é que o home office está se tornando cada vez mais rentável. 

Um levantamento realizado pela empresa Elance-oDesk mostra que os ganhos totais de freelancers têm crescido 50% anualmente nos últimos cinco anos. Para o CEO da companhia, Fabio Rosati, isso muitas empresas estão contratando esses trabalhadores porque elas precisam de trabalho feito sob demanda e, normalmente, por um curto período.

Além disso, os freelancers com as habilidades certas podem ganhar muito dinheiro sem sair do conforto de suas casas. O site Business Insider listou os 20 trabalhos mais bem pagos e que não precisam de escritório - e, por conta disso, podem ser feitos também do Brasil. Confira:

Conheça 20 trabalhos bem pagos sem precisar sair de casa - InfoMoney
Veja mais em: http://www.infomoney.com.br/carreira/salarios/noticia/3469359/conheca-trabalhos-bem-pagos-sem-precisar-sair-casa
TrabalhoPagamento
Fonte: Business Insider e Elance-oDesk
Advogado sobre leis de patentesUS$ 112,70 por hora
DubladorUS$ 72,70 por hora
Programador de RubyUS$ 61 por hora
Consultor de startupUS$ 54 por hora
Otimizador de website do GoogleUS$ 53,80 por hora
Pesquisador de investimentosUS$ 53,20 por hora
Administrador de redeUS$ 51,10 por hora
Analista de estatísticasUS$ 49,60 por hora
Servidor de web da AmazonUS$ 49,40 por hora
Redator jurídicoUS$ 49,20 por hora
Desenvolvedor de banco de dadosUS$ 47,60 por hora
Programador de PythonUS$ 45,80 por hora
Desenvolvedor de Django US$ 45,70 por hora
Profissional de User Experiance Design US$ 43,68 por hora
Profissional de Internet SecurityUS$ 41,60 por hora
Desenvolvedor de aplicativosUS$ 41,20 por hora
Designer de rótulos e embalagensUS$ 40,90 por hora
AnimadorUS$ 35,90 por hora
Profissional de Marketing de Otimização em Buscadores US$ 34,90 por hora
Testador de aplicativos mobile US$ 32,90 por hora

Contato.

0 comentários:

Postar um comentário