sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Santander paga R$ 500 mil em processo

 


Santander paga R$ 500 mil em processo de fundo com taxa de 6,5%

A CVM acusou a gestora de recursos de não observar o dever de cumprir a política de investimento constante no regulamentoPor Diego Lazzaris Borges |14h36 | 11-01-2013

SÃO PAULO - A CVM (Comissão de Valores Mobiliários) aprovou as propostas da Santander Asset e de Luciane Ribeiro para extinguir processo administrativo aberto pela autarquia, mediante pagamento de R$ 250 mil cada um (totalizando R$ 500 mil).

A CVM acusou a gestora de recursos de não observar o dever de cumprir a política de investimento constante no regulamento e no prospecto do Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento FAFEM Referenciado DI, e de não ter atuado com “cuidado e diligência na defesa dos direitos e interesses dos cotistas”, ao manter a taxa de administração do fundo entre 6,1 % e 6,5% ao ano.
Fundo do Santander cobrava taxa de até 6,5% ao ano (Wikimedia Commons)

As taxas, elevadas em relação àquelas geralmente observadas no mercado, segundo a CVM contribuíram de forma “significativa” para que os rendimentos do fundo se afastassem de seu referencial.

Além da multa, a gestora e Luciana propuseram ainda o encaminhamento de carta aos cotistas do fundo, comparando a taxa de administração e a rentabilidade com a poupança e com a taxa média divulgada pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais).

Procurado, o Santander não se manifestou.



0 comentários:

Postar um comentário