segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Invista em leilões de imóveis

 


Todos os dias uma quantidade de imóveis vão a leilão pelas mais diversas razões. Todos os tipos de imóveis são encontrados: casas, apartamentos, terrenos, escritórios, armazéns, galpões, dentre outros. Em regra, é possível adquirir esses bens por um valor bem abaixo do seu valor de mercado.

SEGURANÇA – Arrematar imóveis em leilões judiciais é extremamente seguro, pois quem está lhe vendendo o imóvel e irá lhe entregar é o Poder Judiciário, representado pelo Juiz de Direito. Daí, não é necessário exigir Certidões Negativas dos vendedores, lavrar escritura, etc. Contudo, há que se tomar algumas precauções antes de participar do leilão, pois presume-se que o arrematante tem conhecimento de eventuais dívidas que pesam sobre o imóvel e que tem que ser consideradas antes da arrematação.

RENTABILIDADE – Arrematar imóveis em leilões judiciais é muito rentável, porque a avaliação técnica feita para fins de leilão judicial segue critérios diferentes da avaliação de mercado. Na diferença entre uma e outra interfere também o fator tempo. Ou seja, entre a avaliação e a realização do leilão ocorre um espaço de tempo que pode chegar a anos. Quando o leilão é realizado, a avaliação é apenas atualizada monetariamente sem incorporar a valorização dos imóveis no período. 

Nos últimos três anos, por exemplo, os imóveis em São Paulo obtiveram uma valorização média de mais de 80%, o que torna os leilões judiciais de imóveis extremamente atrativos, pois não incorporaram essa valorização.
Outro fator que aumenta, em muito, a rentabilidade que se pode conseguir nos leilões judiciais é o segundo leilão ou 2ª praça, onde os imóveis podem ser arrematados a partir de 60% do valor da avaliação atualizada. Isto ocorre porque, na justiça, são designadas 2 (duas) datas para a venda em leilão: a 1ª pelo valor da avaliação e a 2ª por 60% da avaliação no mínimo.
Assim, é possível e fácil comprar um apartamento por 50% do valor real ou valor de marcado, ou seja, a rentabilidade pode chegar a 100% sobre o capital investido. O tempo ou o período necessário entre a arrematação e a liberação do imóvel é em torno de 6 (seis) meses.

PRATICIDADE – Antes de ofertar lance num leilão judicial, é necessário tomar uma série de cuidados. O principal é analisar detalhadamente o processo judicial e verificar se foram cumpridas todas as etapas necessárias à perfeita realização do leilão para não ser surpreendido com recursos que impossibilitem a posse do imóvel e/ou exigências do Registro de Imóveis que dificultem ou impossibilitem o registro da arrematação.

Mesmo advogados experientes têm dificuldades em lidar com as situações que podem ocorrer após uma arrematação judicial. Para não sofrer dissabores é necessário certificar-se de estar assessorado por profissionais, como nós, que possuem larga experiência em arrematações, que evitarão que o dinheiro do investidor fique preso aguardando decisões judiciais.


PLATAFORMA DE NEGÓCIOS
Somos especializados em leilões judiciais de imóveis. Possuímos uma estrutura capaz de acompanhar a totalidade dos processos que envolvem leilão judicial de imóveis em São Paulo-Capital e região.

Selecionamos as melhores oportunidades e acompanhamos nossos clientes nos leilões ofertando lances, sempre buscando a melhor rentabilidade e, ainda, cuidamos de todos os trâmites judiciais posteriores para regularização da propriedade e a desocupação do imóvel arrematado.

Se você quer a comodidade de dispor de uma equipe que lhe apresentará as melhores ofertas de leilões judiciais de imóveis, que vão lhe proporcionar os melhores resultados financeiros e, ainda, contar com serviços especializados e ter a tranquilidade de que tudo ocorrerá como planejado, entre em contato conosco, nosso endereço e telefones estão no rodapé da página.

Estaremos à disposição para esclarecê-lo no que for necessário.


CAPITAL NECESSÁRIO

É possível iniciar com um capital em torno de R$ 100.000,00, mas as ofertas de imóveis nessa faixa de preço são mais reduzidas o que gera uma demora maior para se conseguir as primeiras arrematações, porém a lucratividade é excelente.

O capital ideal para iniciar nesse maravilhoso mercado e começar a obter grandes lucros é de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais). Dispondo desse capital o número de oportunidades é bem maior e certamente você conseguirá fazer ótimas arrematações e, no prazo de um ano ou um pouco mais, esse capital será o dobro.


PRAZO DO INVESTIMENTO OU PRAZO DE RETORNO
O prazo de retorno de cada arrematação é variável, em virtude de depender do judiciário, porém, raramente, ultrapassa doze meses.

DESPESAS
Além do valor do imóvel na arrematação, o investidor deverá arcar com as seguintes despesas:
  • Comissão do Leiloeiro de 5% sobre o valor da arrematação (quando houver);
  • Imposto ITBI de 2% sobre o valor da arrematação;
  • Custas de registro no Registro de Imóveis, de acordo com o valor da arrematação;
  • Taxas judiciais e;
  • Honorários profissionais.

HONORÁRIOS - Nossos honorários são adaptados de forma a proporcionar competitividade e rentabilidade ao investidor em cada leilão, bem como uma justa remuneração pelos nossos serviços. Desta forma, cada caso é um caso, sendo certo que, para nós é mais vantajoso que o cliente faça ótimos negócios e reinvista seu capital de forma a nos proporcionar arrematações constantes.



0 comentários:

Postar um comentário