quarta-feira, 18 de abril de 2012

Shopping JK vai à Justiça para obter termo da Prefeitura de SP

Impedido de abrir as portas, o Shopping JK Iguatemi entrou na Justiça para pedir que a Prefeitura de São Paulo emita um termo concedido antes da conclusão das obras para reduzir o impacto do empreendimento na região do Itaim Bibi (zona oeste de São Paulo).

Depois de protocolado, o pedido do shopping foi negado provisoriamente nesta quarta-feira pela 11ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo. Ainda cabe recurso. 

Na ação, o empreendimento pedia que a Justiça determinasse a emissão imediata do TRAP (Termo de Recebimento e Aceitação Parcial). O objetivo era que o documento ajudasse na abertura do shopping. 

A inauguração do novo JK estava marcada inicialmente para o próximo dia 19. Após a decisão da Justiça, a assessoria do empreendimento informou que vai divulgar uma nova data.
Procuradas pela Folha nesta quarta, o Shoppink JK não informou se vai recorrer da decisão. A prefeitura, por sua vez, não disse por que negou o documento para o empreendimento. 

FECHADO
 
No último dia 10, desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo decidiram que o Shopping JK Iguatemi não pode abrir as portas antes de concluir a construção de um viaduto para desafogar o trânsito da região. 

A avaliação confirmou a liminar (decisão provisória) concedida em março ao Ministério Público do Estado, que ingressou com uma ação para impedir o funcionamento no novo shopping. 

Na ação, a Promotoria de Justiça de Habitação e Urbanismo pediu que o shopping fosse impedido de abrir porque faltam obras para amenizar o impacto do trânsito no local e a falta de segurança aos pedestres. Cerca de 30 mil pessoas são esperadas por dia no novo empreendimento.
 
Mais informações.

0 comentários:

Postar um comentário