quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Plano de saúde é condenado por negar cirurgia

Paciente que teve que arcar com os custos de um procedimento cirúrgico no olho esquerdo.

O Bradesco Saúde deverá indenizar, em 50 salários mínimos, um cliente que teve negada uma solicitação para cirurgia. Foi determinado, ainda, o reembolso dos custos do procedimento, estimados em R$ 62.456,55. A decisão foi da 20ª Vara de Fortaleza. 

Segundo os autos, o paciente era usuário do plano de saúde desde agosto de 2007. Em abril de 2009, constatou-se que ele deveria fazer uma cirurgia no olho esquerdo, para retirar sangue acumulado devido uma hemorragia. A empresa ré, no entanto, negou-se a custear o procedimento, o qual teve que ser pago pelo próprio autor da ação.

Em defesa, o Bradesco Saúde alegou não ter obrigação de cobrir as despesas do cliente, ainda mais aquelas que não estão previstas em contrato. 

Segundo a julgadora da matéria, Maria de Fátima Pereira Jayne, o atendimento aos pacientes que correm risco de morte é estabelecido por lei. 

(Processo nº 22682-55.2010.8.06.0001/0) 
Fonte: TJCE

Mais informações.

0 comentários:

Postar um comentário