quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Justiça garante direito a cirurgia cardíaca

Por meio de um mandado de segurança, o bebê foi transferido ontem (19/12/11) para uma unidade de saúde de Juiz de Fora  
 
Os pais do recém-nascido Pietro Cesário de Almeida, que, há oito dias, aguarda uma cirurgia cardíaca de alto risco em um hospital de São Lourenço, no Sul de Minas, conseguiram na Justiça garantir o direito ao filho. Por meio de um mandado de segurança, o bebê foi transferido ontem para uma unidade de saúde de Juiz de Fora, na Zona da Mata, onde irá passar pela intervenção. 

De acordo com a assessoria de comunicação da Fundação Casa de Caridade São Lourenço, Pietro nasceu no último dia 28 de novembro com atresia na válvula pulmonar - um fechamento na ligação entre o coração e o pulmão, o que impede a circulação de sangue. No entanto, de acordo com a instituição, a unidade não possui estrutura necessária para realizar a cirurgia, que é considerada de alto risco para a criança. 

Diante do problema, os pais do bebê, Edson Cesário, 19, e Natacha Aparecida de Almeida, 21, acionaram a Justiça e conseguiram a transferência do recém-nascido para o Hospital Monte Sinai, em Juiz de Fora. Segundo o tio do bebê Emerson José Braga, 52, a família espera que o procedimento ocorra sem complicações e que logo a criança esteja nos braços da mãe. ``Sei que o Pietro voltará para casa com muita saúde``, disse. 

Fonte: O Tempo

Mais informações.

0 comentários:

Postar um comentário