quarta-feira, 11 de maio de 2011

Megainvestidor é condenado

11/05/2011 - 12h56  
Megainvestidor é condenado nos EUA por informação privilegiada
DE SÃO PAULO

O investidor bilionário Raj Rajaratnam, fundador do fundo de hedge Galleon do mundo, foi declarado culpado no maior caso de uso de informação privilegiada envolvendo esse tipo de fundos, que aplicam em ações, câmbio e derivativos.

Um júri federal em Manhattan, nos Estados Unidos, considerou Rajaratnam culpado em todas as 14 queixas de conspiração e fraude que pesavam contra ele, em uma indicação da tática agressiva de combate ao crime em Wall Street adotada pelo governo norte-americano.

O investidor ficará em liberdade condicional até 29 de julho, quando sua sentença será lida. Ele poderá enfrentar entre 15 anos e meio e 19 anos e meio em uma prisão federal, de acordo com os promotores do caso.
Kathy Willens/Associated Press
O bilionário Raj Rajaratnam deixa a corte em Nova York após mais um dia de julgamento do caso de fraude
O bilionário Raj Rajaratnam deixa a corte em Nova York após mais um dia de julgamento do caso de fraude

Rajaratnam foi preso em 2009, junto com outras cinco pessoas por envolvimento em um esquema que funcionaria desde 2006. Durante o julgamento de dois meses, os promotores utilizaram o argumento de que Rajaratnam trapaceou para levar uma injusta vantagem no mercado de ações entre 2003 e março de 2009, levantando ilicitamente US$ 63,8 milhões.

Os advogados de defesa sempre mantiveram a versão de que os operadores de Rajaratnam eram guiados por uma combinação de pesquisas e informações públicas, não dados vazados por fontes dentro de companhias. Rajaratnam, 53, terá de usar um aparelho de monitoramento eletrônico enquanto estiver em condicional.

0 comentários:

Postar um comentário