quarta-feira, 23 de março de 2011

Em Berlim, Google Street View é legal

22/03/2011 - 11h07 / Atualizada 22/03/2011 - 20h36 

Corte em Berlim decide que 

Google Street View é legal na Alemanha

Da Redação
  • Carros do Street View ganharam novas cores para atrair a 'simpatia' dos alemães em 2010Carros do Street View ganharam novas cores para atrair a 'simpatia' dos alemães em 2010
Uma corte na cidade de Berlim decidiu que o serviço Google Street View, que mostra imagens panorâmicas de ruas de cidades no mundo, é legal na Alemanha. Uma moradora da cidade movia uma ação contra Google alegando violação de privacidade. As informações são da “Deutsche Welle”.

Quatro meses após a estreia da ferramenta no país, a corte alemã afirma que tirar fotos do nível da rua é legal, rejeitando o argumento de que o Google recolheu as imagens sem autorização da moradora. Parte da acusação se baseava na altura das câmeras instaladas nos carros do Street View (3 metros), que poderiam tirar fotos acima da cerca de 2 metros da casa da alemã.
O argumento da acusação não foi aceito, presumindo que as fotos eram tiradas da rua e não da calçada da casa. Outros argumentos da defesa foram os de que a empresa borra automaticamente rostos e placas de veículos e de que o Google ofereceu aos alemães a possibilidade de ofuscar a fachada das casas antes de lançar o serviço.

Essa é a primeira decisão de um tribunal de alta jurisdição e não cabe apelação.
Na França, multa de R$ 236 mil

A Comissão Nacional Francesa de Informática e Liberdade multou o Google em 100 mil euros (R$ 236 mil reais) por ter captado informações privadas de redes Wi-FI sem permissão. As violações ocorreram nos primeiros meses de 2010, enquanto o carro do Google Street View circulavam pelas ruas da capital, Paris.

Em maio de 2010, o Google admitiu ter coletado dados de redes Wi-Fi desprotegidas inadvertidamente. Entretanto, a empresa afirmou que a intenção inicial era apenas registrar a posição dos pontos de acesso livres, para utilizar em seu serviço de localização. Dados como e-mails, histórico de navegação e informações bancárias foram algumas das informações que os carros do Google Street View coletaram.

Segundo comunicado oficial, o Google alegou que tudo não passou de um acidente e que o sistema de coleta de dados muda de frequência cinco vezes por segundo. Dessa maneira, apenas fragmentos de dados poderiam ser processados.  

No entanto, especialistas rebateram a justificativa dizendo que a velocidade de transmissão de dados é bastante alta, 54 megabits por segundo, e que poderia reunir bastante informação em um espaço de tempo relativamente curto.

0 comentários:

Postar um comentário